Com a chegada de setembro eu posso finalmente fazer o Play que está programado há tempos. Nesse mês é promovido o Setembro Amarelo, campanha em prevenção ao suicídio. É um assunto muito sério, que passa por outro assunto no qual eu falo muito: saúde mental. Ainda mais com a vida de pandemia. É um cenário totalmente diferente do que eu e você vivíamos, onde todo mundo perdeu.

Então esse mês vamos ter quatro músicas e quatro histórias sobre saúde mental. Hoje a gente vai falar de uma música que eu adoro, e talvez você não esperaria: Baba O'Riley do The Who.

Um clássico de um clássico

Baba O'Riley é faixa do álbum Who's Next, que os britânicos lançaram em 1971. Essa álbum é um clássico, e um dos trabalhos mais conhecidos da banda junto com Tommy - o álbum anterior. Outro sucessão do Who's Next é Behind Blue Eyes, que ficou famosa pelo cover (muito questionado, mas sim, eu gosto) do Limp Bizkit.

Agora, a história

Sobre ansiedade, a gente que sofre com isso tem muitos problemas.

Dois problemas que me perseguem são insônia e insegurança com novidades. Então por exemplo, eu quero ver um filme, e enrolando pra assistir o tal filme, pois me dá um bloqueio mental. Simplesmente. Por outro lado, pessoas com ansiedade criam um hábito interessante: gostar de assistir coisas antigas, que elas já conhecem "de cor e salteado".

Por que? Porque passa uma sensação de conforto e segurança, uma vez que a gente já sabe o que esperar. Então se alguém próximo de você está enrolando para assistir uma série, um filme, um anime, jogar um game, pode ser que não seja apenas um caso de preguiça.

Daí um dia de madrugada eu resolvi assistir CSI: NY na TV. Nunca fui muito fã de CSI Las Vegas, mas a NY eu sempre gostei. Eu adoro ver gente bonita, inteligente e bem vestida.

Out here in the fields

Eu adoro essa foto e esse elenco por demais, adoro até quem entrou depois que a Melina Kanakaredes saiu

Isso começou mais ou menos em 2018, e cá estamos. Eu já gostava de CSI: NY, mas o habito de assistir a série de madrugada me fez companhia, e eu passei a gostar ainda mais da série. Virou uma das minhas favoritas - e a favorita entre as três CSI. Virou até meme entre eu e o Renan: não importa o quão amigo você seja, o sábado vendo CSI: NY é sagrado.

Quando eu paro pra ver a série, me esforço ao máximo pra focar nisso, mesmo que o episódio já tenha sido repetido umas 7 vezes. Às vezes eu até descubro alguma coisa que eu não tinha reparado, afinal são nove temporadas que eu assisti boa parte, mas de um jeito todo bagunçado.

E o nosso Play?

Minha parte favorita é o piano. Ele é tão... Britânico. Sempre que eu ouço vem uma alegria gostosa, pois se a música não é mirabolante na forma, no conteúdo ela é incrível. O vocal do Roger Daltrey marca e empolga, dá vontade de sentir felicidade e cantar junto

Curiosamente, anos atrás eu não sabia que a abertura de CSI: NY era do The Who - das três séries, na real, mas é um assunto pra outra hora.

Dito tudo isso...

Entra a parte de algo importante pra saúde mental: um hábito positivo. O dia-a-dia já é um ambiente da pior qualidade, então todo mundo precisa de uma atividade pra fazer esquecer das neuras. Nem que seja por meia horinha. Baba O'Riley tocando na TV é esse aviso: pode sorrir brasileirinha, agora você pode se desligar do mundo um pouco.


Letra
.
Out here in the fields
I fight for my meals
I get my back into my living
I don't need to fight
To prove I'm right
I don't need to be forgiven

Don't cry
Don't raise your eye
It's only teenage wasteland

Sally, take my hand
Travel south cross land
Put out the fire
Don't look past my shoulder

The exodus is here
The happy ones are near
Let's get together
Before we get much older

Teenage wasteland
It's only a teenage wasteland
Teenage wasteland
Oh, oh
Teenage wasteland
They're all wasted!