Crédito: Caio Brito



Após “Hacker de Sol” e “Kãeãe”, o Macaco Bong compartilha “Treze”, último single antes do novo álbum da banda, Mondo Verbero, projeto que chega em novembro, via ForMusic Records.

A faixa, descrita pelo fundador da banda, Bruno Kayapy, como um “forró deboísta”, explora a infinidade desse gênero. “O universo do forró é imenso, existe o forró brega, o forró universitário, o forró de sofrência, o forró de teclado, que são coisas completamente diferentes uma da outra. O forró é um fenômeno musical real no Brasil, é um som 100% fabricado no Brasil… Musicalmente falando pra mim o forró é a música mais brasileira de todas as vertentes da música popular brasileira.”

“Não poderia deixar de dizer que o Juninho Groovador foi o culpado disso tudo, foi ele quem me inspirou na composição de "Treze"”, revela. “Ele revolucionou o forró, tirou o forró da ótica massificada da sofrência, universitária e demais variedades. Ele teve a manha de criar uma nova vertente no forró que se parece muito com o rock!"

"Ao qual gosto bastante de ficar assistindo as versões dele e fico babando, ele é muito criativo! Por isso acho que tem a ver demais isso tudo ser chamado de ‘forró deboísta’. São coisas que quem curte praticar o ‘estar sempre de boa’ acaba se identificando com isso. Juninho Bass Groovador é exatamente isso pra mim.”

E para os fãs que já estão ansiosos para o novo álbum da banda, que trará além de Bruno Kayapy, o baterista Eder Noleto e o baixista Igor Carvalho, o público pode esperar o Macaco Bong em sua essência no novo projeto. “A energia do momento na banda é como se o Mondo Verbero fosse o nosso primeiro álbum de estúdio. A banda fez um hiato de 3 anos incluindo o ano da pandemia após o lançamento do álbum Deixa Quieto e durante este período a banda amadureceu em muitos aspectos na linguagem estética da nossa sonoridade”, compartilham.

“O Macaco Bong acordou daquele estado de coma profundo que ela estava a anos, meio que naquelas de "quase morte", hoje em dia somos outra banda! Até mesmo pessoalmente falando, com certeza hoje em dia somos pessoas mais maduras, mais adultas e muito mais preparada para enfrentar muito chão de estrada que temos pela frente ainda”, a banda declara.