Faz tempo desde o último Deu Ruim, Mas eu Gostei. Hoje vamos matar a saudade! Tudo começa com uma pergunta: por que a galera olha torto Venom? Lançado pela Sony, o filme de 2018 finalmente deu ao simbionte a chance de fazer careta na grande tela. A resposta pra essa pergunta vai ser interessante: eu e o Renan queremos conversar com você sobre porque Venom deu ruim, mas a gente gostou.


Deu ruim

Porque as pessoas criam expectativas tão altas e surreais, que a frustração acaba sendo gigante. Se você ver o X1 de notas Venom x Venom 2, vai ver que a recepção do público foi até boa. Ironicamente, é com a crítica que o filme não clicou. O telefone sem fio falou tantas vezes que Venom era um fiasco, e essa foi a memória que grudou na cabeça das pessoas. 

Mas Bruna, eu aposto que a bilheteria foi um horror! Não foi. 

De acordo com o Box Office Mojo, o orçamento de Venom foi US$ 100 milhões (R$ 547.5 milhões), e a bilheteria global terminou um pouco acima de US$ 856 milhões (R$ 4.6 bilhões). Claro, sempre tem o custo de marketing, mas essa informação nem sempre é divulgada - quando divulgam. Então você pode dizer que moralmente, a Sony saiu no lucro.

Eu gostei

Bruna:

Porque olhando Venom pelo filme que é, e não pelo que poderia ter sido, é satisfatório. Lógico que eu gostaria de um negócio mais violento e porradeiro. Eu adoro o 'lore' dos simbiontes. Ainda assim, o que o longa apresenta me agradou, é divertido, eu gosto das cenas de ação. Fora que o sarcasmo do Venom é um sentimento muito real. A dinâmica dele com o Brock é engraçada. O Tom Hardy faz bem o papel do cara cansado. Agora ainda mais cansado com um simbionte morando nas ideias dele.

Renan:

Porque pela visão que sem Homem-Aranha não teria como existir o Venom, e aí entra o abacaxi simbiôntico para os roteiristas honrarem o salário que recebem. O filme contorna bem com umas mudanças na origem, muda o tom do Venom de forma muito boa, afinal, é um personagem que pegou os adolescentes (e que hoje são adultos) e as novas gerações com seu humor e poder, força e animalidade que o simbionte mais amado possuí.

Ainda abusando e colocando logo uma mini guerra simbionte no seu primeiro filme, Venom é o desastre que muito pintam e o filme também acabou dando mais alfinetadas que sim, Tom Hard e Holland estariam convivendo no mesmo universo cinematográfico, e, é questão de tempos para vermos o encontro. Simplesmente o simbionte funcionou no entretenimento.