‘Rival’ de YoDa, xará de brTT, primeiro finalista nordestino e top laner ‘raiz’. Após seis qualificatórias, playoffs e mais de 2 mil inscritos, o maior torneio de LOL x1 aos amadores chega à decisão brasileira com a promessa de uma edição histórica. Neste sábado (20), nos estúdios da Riot Games, o paraibano João ‘Biologia Show’ Gomes, o carioca Eduardo ‘Tadalol’ Uemura, o catarinense Luigi ‘Cavalo humano’ Conte e o paulista Felipe ‘BF’ Gonçalves se conectam ao servidor nacional em busca do troféu do Red Bull Solo Q.

Com transmissão ao vivo pela Twitch (https://www.twitch.tv/redbullpt) e TikTok (https://www.tiktok.com/@redbullbr) a partir das 13h (horário de Brasília), o Red Bull Solo Q contará com a presença dos casters Schaeppi, Takeshi, Ravena e Rafa, de YoDa e de convidados ilustres no comando da oitava edição do evento. Além disso, a história dos finalistas tende a empolgar os fãs de League of Legends. Confira, abaixo, quem são esses amadores.

Felipe ‘BF’ Gonçalves


Campeão nas edições de 2018 e 2020, o jovem de 23 anos pode se tornar o maior vencedor do torneio. Com dois títulos, ele está empatado com Lucas ‘Gregio’ Vernier. Xará de seu ídolo, o brTT, BF também atua como atirador e sonha em obter sucesso como o pro-player.

“Estou bastante ansioso para a final. Ela tem um gostinho diferente, pois, caso vença, me torno o jogador com mais títulos da competição. Estou com muita vontade de ganhar, porém, sei que vai ser difícil. Todos são jogadores fortíssimos, logo, vocês podem esperar jogos bem pegados”, afirma BF.

Luigi ‘Cavalo Humano’ Conte


Aos 23 anos, o estudante de Direito já participou das três primeiras edições do evento e travou diversos duelos contra Kami e YoDa. Aliás, o jovem está ansioso para reencontrar Felipe Noronha, com quem rivaliza até hoje nas gameplays.

“É uma sensação boa ver que depois de ter parado de jogar e voltado esse ano, eu consegui me classificar até a semifinal. Estou particularmente curioso para ver o que o YoDa vai falar, pois temos um certo histórico no game e até em stage (risos)”, afirma o catarinense, que sonha em ser pro-player após ter recusado, há seis anos, um convite da CNB.

João ‘Biologia Show’ Gomes


Aos 19 anos de idade, o estudante de Engenharia Biomédica não se destaca apenas por ser o mais jovem competidor, mas também por ser o primeiro da região nordeste a se classificar à final neste novo formato do campeonato.

Por sinal, seu nick é uma homenagem ao seu pai, Evandro, que possui um canal no Youtube com esse nome. “Dá uma sensação boa. Além disso, pelo fato de ser o primeiro do Nordeste, eu tive muito apoio dos meus amigos e familiares. Isso é realmente muito legal, me dá mais vontade de ganhar. Sobre ser o mais novo, eu não sei se muda muita coisa. Talvez eu possa surpreender? Espero que sim, mas, creio que todos os competidores são fortes”, afirma.

Eduardo ‘Tadalol’ Uemura


Aos 22 anos, o estudante de Ciências da Computação retorna à fase decisiva após deixar o título escapar pelos dedos. Em 2020, Eduardo levou a virada de Felipe ‘BF’ Gonçalves e perdeu o troféu da competição. Agora, pode reencontrar o adversário.

Novamente, ele chega como o único top laner entre os finalistas. “Aquele momento em que a matchup era Lucian vs Trynda, em que morri para os minions, foi muito impactante para o meu emocional, pois esse erro resultou no 3 a 3. No jogo decisivo, cometi alguns erros de draft e fui derrotado. Neste ano, acredito que vou ir além, pois estou mais preparado tanto no sentido estratégico (pool, itemização, power spike das matchups e draft) quanto no psicológico”, afirma.

A decisão

Por meio de sorteio, os quatro finalistas do Red Bull Solo Q serão divididos nas duas semifinais, cujos embates vão ocorrer em MD5 (melhor de cinco jogos). Os dois melhores garantem vaga à final, que será disputada em MD7 (melhor de sete jogos). O grande campeão irá faturar o título brasileiro de melhor amador de LOL x1, troféu personalizado e outras premiações especiais.

O modo de jogo do Red Bull Solo Q é o x1, com blind pick. Vence aquele que derrotar os adversários por first blood, creep (minion) score de 100 ou ao destruir a torre do adversário. Em 2021, o Red Bull Solo Q conta com a parceria da Riot Games, Adidas, Aorus e apoio da AOC e Steelseries.

via Canoa