Plays anteriores


Talvez você tenha pensado que eu morri, por isso o Play só saiu hoje. É mais ou menos isso. Por questões de saúde eu decidi passar a segunda-feira em repouso, aproveitar um pouco o feriado e não me preocupar com trabalho. Mas agora o feriado se foi, então voltamos com a programação normal. Ou o que a gente tenta chamar de "normal"

Se você chegou agora e não sabia, estamos passando novembro ouvindo Madonna. No dia 9 o álbum Confessions on a Dance Floor completou 16 anos de lançamento! É um álbum no qual eu gosto muito, além de ser muito simbólico por significar as boas vindas da Madonna dançante. A história você pode ler no Play de Sorry, com mais uma parte no texto de Jump. Aqui a gente vai com outro sucesso do álbum: Hung Up.

Uma ótima referência

Hung Up é um ótimo exemplo de música influenciada pelos anos 80, com um groove maravilhoso. A letra fala sobre o amor, problemas de relacionamento, e o sempre presente apoio da cantora à mulheres fortes e independentes. A música tornou-se o 36º single da Madonna a entrar no top 10 da Billboard Hot 100, empatando com Elvis Presley no recorde de artista com maior número de hits top 10. Ah! E tem a parte mais legal dessa música.

Já reparou que a introdução de Hung Up é muito familiar? Pois ela é um sample do clássico atemporal Gimme! Gimme! Gimme! (A Man After Midnight) do ABBA. Os suecos têm o histórico de rejeitar pedidos de uso das músicas do grupo, mas nesse caso eles aceitaram por serem muito fãs da Madonna. Antes disso, a única vez que alguém conseguiu o mesmo feito foi o Fugees com Rumble in the Jungle.

E o nosso Play?

A música é ótima, divertida e daquelas que eu adoro colocar pra tocar quando vou faxinar o quarto. Fica ainda melhor o sample do ABBA, porque enriquece bastante a melodia. Mas o que eu gosto mesmo em Hung Up é o clipe, porque tem uma historinha sobre o vídeo. Ele foi filmado em diferentes cidades como Londres e Tóquio, e é um tributo ao John Travolta. Sim, ha.

O vídeo também é um tributo à dança em geral, mas no caso do ator, a coreografia da Madonna no clipe é inspirada em filmes feito Os Embalos de Sábado à Noite (1977) e Grease (1978). Como eu adoro uma boa referência, é claro que isso não ia passar batido.