Os fãs da Marvel estão revoltados com o Twitter do Stan Lee. No dia 14 de dezembro o perfil oficial fez um tweet anunciando um dos personagens originais de Lee como NFT. Já insatisfeitos com o uso do Twitter da lenda dos quadrinhos, que faleceu em 2018, o fato atual gerou várias reações negativas na rede social.


O que aconteceu?


Chakra tem sete poderes e habilidades sobre-humanos que são liberados quando ele desbloqueia os centros de energia do chakra místico do corpo. O tweet diz que Chakra, primeiro super-herói indiano criado por Stan Lee em 2012, foi transformado em NFT para "honrar o espírito inovador" de Lee. A coleção traz animações 3D do herói já adulto mostrando seus poderes em ação. Esta versão estava sendo trabalhada por Lee antes da sua morte. 

E tem mais

Quem está lançado a coleção é a Orange Comet, empresa norte-americana especialista em "experiências NFT" cujo um dos co-fundadores é a cantora Gloria Estefan. Existe uma segunda coleção com 6.880 artes baseadas nos personagens da graphic novel, e uma terceira, com a HQ de 200 páginas do herói e capas variantes.

Por que a hostilidade?

O NFT ou token não-fungível, tornou-se um dos fenômenos dos dois últimos anos pela popularidade, e pelas polêmicas criadas. De forma resumida, essa tecnologia permite comprar e vender qualquer mídia digital através de um blockchain, um tipo de protocolo de segurança. Aqui você encontra mais detalhes, e pode complementar a leitura com esse link.

Com isso, as pessoas podem se tornar donas de algo, sem ter aquele algo. Isso gerou uma comoção na comunidade de arte muito grande, com artistas empolgados, outros céticos com a ideia. E outros tantos que tiveram suas artes roubadas e transformadas em NFT sem consentimento. Isso sem falar nos casos absurdos e até oportunidade para criminosos.

As reações