Os três primeiros episódios de Peacemaker fizeram sua estréia na quinta-feira, apresentando um novo canto hilário e cheio de ação do universo DC. A série segue as mais novas aventuras de Christopher Smith / Peacemaker (John Cena), um vigilante pacifista com uma reputação única entre super-heróis e super vilões. 

Em meio à conspiração bizarra e violenta no centro de Peacemaker, houve algumas referências bastante inusitadas ao cânone da DC – incluindo um dos personagens mais estranhos do arsenal de Batman. Spoilers do episódio 2 de Peacemaker, "Best Friends, For Never", abaixo! Só olhe se quiser saber!

No meio do episódio, Peacemaker e John Economos (Steve Agee) começaram a discutir sobre a missão em mãos, e se Peacemaker é ou não o anti-herói ideal para enfrentar o Projeto Butterfly. A certa altura, Economos expressa que preferiria trabalhar com Bat-Mirim (Bat-Mite) do que com o Peacemaker.

Quem é o Bat-Mirim


Criado por Bill Finger e Sheldon Moldoff na Detective Comics #267 de 1959, Bat-Mirim é um bizarro diabinho interdimensional que frequentava os quadrinhos do Batman no início dos anos 1960. Apresentado como um homem pequeno em um traje de Batman mal ajustado, Bat-Mirim usa uma variedade cada vez maior de poderes mágicos para criar cenários para atrair seu ídolo, Batman. 

No mundo pós-crise da DC, Bat-Mirim só apareceu esporadicamente nos quadrinhos, e muitas vezes fez parceria com o próprio antagonista do Superman, o Sr. MxyzptlkBat-Mirim até ganhou uma série mensal de quadrinhos em 2015.


Embora Bat-Mirim tenha aparecido apenas em algumas propriedades animadas, esse nome em Peacemaker é o primeiro reconhecimento dele existir nesse universo DC de live actions. Claro, a questão permanece sobre qual encarnação do Batman ele está incomodando no live-action.

“É quase como fazer uma grande brincadeira no DCU, tornando o Bat-Mirim cânone”, disse o criador da série Peacemaker, James Gunn, recentemente ao ComicBook.com. "Acho que não posso dizer que houve um grande processo de pensamento nisso. Estou escrevendo, e essas coisas surgem, e então eu meio que vou com elas. Acho que o relacionamento do Peacemaker com outros super-heróis é muito específico. Ele está com inveja. Ele quer estar naquela santíssima trindade de Batman, Superman e Mulher Maravilha. Ele não está. Ele quer ser um membro da Liga da Justiça, e eles nunca o deixariam entrar na Liga da Justiça. Ele deseja que as pessoas o amavam tanto quanto amam Aquaman, mas não."

“Então ele acredita em qualquer coisa e meio que escolhe o que ele quer acreditar na Internet, que qualquer Joe aleatório tuitou ou colocou”, continuou Gunn. "Ele também não entende muito de Internet. Ele não é muito versado na Internet, então ele vê algo no Facebook, e de alguma forma ele acha que é um fato. Mas acho que também serve à sua inveja ser essas coisas sobre as pessoas."

Peacemaker ganha novos episódios às quintas-feiras no HBO Max.

via CB