Conheça as jogadoras que se destacam no PUBG MOBILE

Segundo a pesquisa do Pesquisa Game Brasil (PGB Brasil) 2021, 72% dos entrevistados disseram ter o costume de jogar. Desse total, 51,5% são mulheres e, entre as mulheres, 62,2% preferem os smartphones. O PUBG MOBILE vendo a crescente das mulheres no game tem expandido a participação feminina em seu ecossistema de eSports, com campeonatos femininos como o Artemis e o Valkirias, além das casters, analistas e pro players femininas em torneios oficiais majoritariamente masculinos, um dos destaques dessa maior diversidade é a Pauli.

Foto/Reprodução: Arquivo pessoal

Paulina “Pauli” Pigurina tem 19 anos e é do Uruguai, mas atualmente compete pelo time brasileiro Influence Rage, em uma line-up mista. A atleta conheceu o PUBG MOBILE em 2018, mas a paixão por jogos começou bem cedo, por volta dos sete, quando seu primo lhe apresentou esse universo. Apesar de ser extremamente competitiva, a oportunidade de jogar profissionalmente veio de um convite de uma amiga para fechar um time feminino, daí por diante não parou mais.

“O PUBG MOBILE mudou muito minha vida, eu estava estudando e em 2019 eu decidi deixar isso para me dedicar mais. Quando alguém é profissional, tem que se dedicar muito e eu não sou fã de fazer as coisas pela metade", comentou a atleta. Pauli atua hoje em um time que não é exclusivamente feminino, aliás, ela é a única mulher da lineup, espaço que conquistou com muita dedicação e paixão ao PUBG MOBILE.

Mesmo conquistando muitas vitórias e passando por várias outras organizações renomadas como INTZ, Loops, BRK e muitas outras, a uruguaia diz que sua maior conquista é o respeito e a admiração que possui por ocupar o espaço que ocupa hoje, sendo um grande nome do cenário competitivo. “Tanto faz se eu ganhar alguns campeonatos ou tanto faz se ganho muito ou pouco dinheiro, o que eu realmente quis desde que iniciei foi ter isso [respeito e admiração] e eu acho que tenho essas coisas, então essa é minha conquista”.

A atleta deixa um recado para todas as meninas que querem seguir nesta profissão: "que não liguem para os comentários, sempre vai ter, se é ou não mulher. O que tem que fazer sempre é ter a cabeça em alto e acreditar no seu potencial!”.

Foto/reprodução: Instagram

Outro nome que conquistou seu espaço foi a Daniela “Leona” Dantas, que é host e caster do Brasil Open de PUBG MOBILE, campeonato voltado para os times da comunidade. A cearense além de ser parte da staff do time Honored Souls, também é dentista, streamer e a primeira mulher a ser narradora de um campeonato oficial aberto.

O PUBG MOBILE, que já era um passatempo, ficou ainda mais presente na vida da caster durante a pandemia, que teve seus projetos como dentista parados por um tempo e viu que dava para trabalhar com isso. “Hoje, além de dentista, me vejo também como gamer, descobri um outro ramo que me identifico e gosto”, complementa Leona.

Apesar da crescente das mulheres no cenário competitivo e gamer, a streamer comenta que ainda sente falta do interesse feminino nesta área “fica aqui minha chamada para as mulheres a abrirem mais o leque de possibilidades para que cada vez mais busquem novas formas de entretenimento e novos hobbies que antes eram exclusivos dos homens”.

PUBG MOBILE está disponível para download pelo App Store e Google Play Store.

Postar um comentário

0 Comentários